Confira as vantagens e os cuidados necessários com os motores a diesel - Combustível Legal
Ações da Plural

Confira as vantagens e os cuidados necessários com os motores a diesel

Publicado em 26/10/2018 por admin

 

O Brasil é hoje um dos poucos países do mundo em que o diesel é proibido em seu uso convencional, permitido apenas para utilitários, SUVs, ônibus e caminhões. O motivo vem desde 1976, quando o então presidente Juscelino Kubitschek se viu obrigado a importar 78% do petróleo. Naquela época, o diesel era um combustível ineficaz e poluente, sendo restrito a funções de suporte ao transporte e à economia brasileira.

Desde então, inúmeros esforços foram feitos para mudar a legislação. Em grande parte porque a motorização a diesel foi das que mais se aperfeiçoou nas últimas décadas. Seus motores são de 30% a 25% mais econômicos que os de gasolina, além de apresentarem um maior rendimento térmico. Mas mesmo com todas estas vantagens, Ricardo França, especialista em combustíveis da Ipiranga, enumera uma série de cuidados necessários.

“Os danos causados ao motor por combustíveis adulterados podem ser drásticos nesse tipo de veículo. Sempre recomendamos que os motoristas abasteçam com o Diesel S10 preferencialmente aditivado”, apontou Ricardo, lembrando que isso causaria menos danos ao meio ambiente pelo seu nível reduzido de enxofre (10mg/Kg).

Os motores a Diesel não funcionam com centelha, e sim pela autoignição do combustível após a injeção. Quando o combustível fica na zona aquecida, o Diesel retorna aquecido ao tanque e, com ele, o produto da degradação, que com o tempo pode danificar bombas e injetores. “Por essa razão recomendamos a alternativa aditivada, já que ela contém detergentes e dispersantes que diluem os depósitos e limpam o motor, além de antioxidantes que preservam o combustível do estresse térmico”, ressalta o especialista.

Surgimento de água no combustível

Além disso, outro problema que os motoristas devem atentar se refere ao surgimento de água no combustível. Seja no recebimento de um novo estoque, ou pela simples condensação da umidade de ar que entra no tanque pelo bocal, a presença de moléculas de H2O provoca uma série de transtornos, como o crescimento de microrganismos que se alimentam do próprio combustível, e levam ao surgimento de “borra”. Trata-se de uma massa escurecida, formada pelos microrganismos que podem causar entupimento e corrosão de telas, filtros e do próprio sistema de injeção.

“Por isso, os donos de veículos a Diesel também devem sempre, ao final das operações, buscar encher o tanque antes de parar o equipamento. O espaço vazio no motor pode gerar umidade pela condensação provocada pelo resfriamento do combustível, e que é absorvida por este, causando uma série de problemas mais”, concluiu Ricardo.