Coronavírus

Confira os cuidados com os pneus do seu carro durante a quarentena

Publicado em 08/05/2020 por Marcellus Leitão

Recentemente, abordamos aqui no site do Combustível Legal o que fazer para manter em dia um carro em quarentena (confira aqui), como a pandemia da Covid-19 exige de todos nós.

Se você esqueceu, aí vai um breve resumo:

  • Mais cuidado do que nunca com a qualidade do combustível. Um combustível de qualidade, adquirido em um posto de confiança, vai garantir a eficiência necessária quando você precisar sair com o carro;
  • Mantenha o tanque cheio. A oxidação do produto será menor;
  • Depois de dias parados, ligue o carro e espere alguns segundos antes de se movimentar. Será o tempo necessário para que o lubrificante atinja até as partes altas do motor;
  • Uma vez por semana, ligue o carro para ativar todo o sistema elétrico; e
  • Faça uma breve manobra com o seu veículo. Isso vai evitar a deformação dos pneus.

E é justamente sobre os cuidados com os pneus que chamo a atenção neste artigo. Lembre-se de que o pneu é o único ponto de contato do automóvel com o solo. Quando corretamente calibrado, além de proporcionar mais segurança e estabilidade, ele ajuda a economizar combustível. Por outro lado, caso deforme devido a um longo período de inatividade do veículo, o conhecido “pneu quadrado”, o gasto de combustível pode ser maior, além do que sua dirigibilidade pode ficar comprometida.

Verifique a calibragem

Por isso, nossa máxima atenção para alguns cuidados básicos. O primeiro deles é com relação, justamente, à calibragem. Devido ao próprio peso do carro, acabam que os pneus recebem pressão o tempo todo. Ou seja, mesmo sem rodar, é normal que venham a esvaziar lentamente. Nesse período de quarentena, é essencial seguir o manual do proprietário e utilizar a calibragem máxima indicada nele, aquela para quando o carro está carregando mais peso. Verifique semanalmente o aspecto do pneu para ver se apresenta algum tipo de vazamento.

Outro ponto importante é deslocar o carro do lugar pelo menos a cada 15 dias. Isso garante que o seu peso não fique em um só ponto do pneu por um longo período de tempo. Se não estiver saindo com o veículo para realizar serviços essenciais, como ir ao médico, ou ao supermercado (lembrando de sempre usar máscara nessas ocasiões), procure, ao menos, mudar ele de posição na vaga. Isso garantirá que o acúmulo de peso passe a estar em outro ponto do pneu. Empurrar o carro alguns centímetros para frente, ou para trás, também já ajuda. Nesse caso, uma solução é colar pequenos pedaços de fita crepe no pneu para marcar os pontos que estavam com peso. 

Outros cuidados de segurança com os pneus

Além dos cuidados com relação à quarentena, outros devem ser tomados para averiguar que os pneus estejam aptos ao uso, garantindo, assim, a segurança do veículo. Para isso, faça um check-in no estado geral do pneu, a começar pela verificação do TWI, sigla para Tread Wear Indicator, ou indicador de desgaste. O TWI fica estampado nos ombros do pneu e demarca os ressaltos de borracha que ficam nos sulcos da banda de rodagem. Com 1,6 mm de altura, esses ressaltos, quando atingidos, indicam a hora da substituição. Ou seja, nesse ponto de desgaste, seu carro não vence mais as lâminas d’água, podendo aquaplanar, além do que não passa pela inspeção policial, ou do órgão de trânsito.

No caso de substituição, os especialistas recomendam a troca dos quatro pneus que terminaram sua vida útil, mas a substituição de apenas dois, no mesmo eixo, é aceitável, desde que os novos entrem na traseira, que funciona como um “leme” no carro. Outro ponto na hora da troca é sempre conservar as medidas originais dos pneus, definidas pelos engenheiros que desenvolveram seu carro.

Se os seus pneus são 175/70R13 82T, por exemplo, estes números determinam os seguintes parâmetros:

  • Que eles têm 175 mm de largura de seção;
  • Altura igual a 70% da largura de seção;
  • O “R” é de radial (se não tiver a letra “R”, é porque o pneu é diagonal);
  • O número 13 diz respeito ao aro;
  • O número 82 é o índice de carga e indica que o pneu suporta 475 quilos;
  • A letra “T” é o símbolo de velocidade e mostra que o pneu pode ser usado à velocidade de até 190 km/h, quando leva carga máxima;

Outro ponto importante: a lateral do pneu também traz a informação sobre a data de fabricação, o DOT. Fique atento a ela, já que, em média, a vida útil desse tipo de produto é de cinco anos. Sendo assim, desconfie de promoções mirabolantes na hora de fazer a troca, sempre conferindo a data em que o pneu foi fabricado. Além disso, consulte o manual do fabricante do seu veículo e siga as especificações indicadas.

No mais, fique em casa, se puder, e cuide de você e de sua família!