Comércio Irregular

George Vidor explica como a complexa tributação do etanol facilita a ação de criminosos

Publicado em 07/03/2019 por Redação

O setor de combustíveis é o que mais arrecada impostos, porém, as diferentes alíquotas em cada estado acabam causando uma confusão tributária e abrindo brechas para fraudes e sonegação. No caso do etanol, especificamente, ainda é pior. Atualmente, no Rio de Janeiro, o produto é taxado em 32% de ICMS. Já em São Paulo, a alíquota é 12%! Nesse cenário, os sonegadores aproveitam para burlar a lei, prejudicando toda a sociedade, como explica George Vidor no vídeo abaixo: