fbpx Covid-19: veja o que é mito ou verdade sobre cuidados pessoais e com o carro - Instituto Combustível Legal
Coronavírus

Covid-19: veja o que é mito ou verdade sobre cuidados pessoais e com o carro

Publicado em 27/05/2020 por Andre Lunes

Junto com a pandemia, provocada pelo coronavírus, veio no pacote uma nova realidade e, com ela, uma enxurrada de informações. Lockdown, Sars-Cov2, Covid-19, além de uma gama de nomes químicos de remédio… nesse período, aprendemos muito (e ainda estamos aprendendo) sobre assuntos que sequer imaginávamos que fariam parte do nosso dia a dia. Tivemos que adaptar nossos procedimentos de higiene, atualizar a visão de mundo sobre as relações interpessoais e, principalmente, sobre como se adaptar a esse novo contexto, que esperamos, sinceramente, acabe logo!

Na carona do excesso de informações é natural que também surjam dúvidas na mesma proporção. Nesse post, vamos abordar, especificamente, alguns mitos e verdades sobre os cuidados pessoais e com o carro. Afinal, mesmo na quarentena, é preciso nos deslocar para serviços essenciais, como ir ao supermercado, à farmácia, ou ao médico. E se utilizar carro, ou transporte público, para tal finalidade, é sempre bom estar por dentro do que é certo, ou não, fazer. Então, vamos aos pontos:

É seguro guardar álcool gel no interior do veículo?

Apesar de o álcool gel 70% ser, junto com o uso de máscara, nosso maior aliado ao sair de casa, alguns cuidados devem ser tomados. E um deles é, justamente, em relação ao armazenamento desse produto.

Segundo consta nos rótulos, o recipiente de álcool gel deve ser mantido em um ambiente fresco e arejado, de preferência abaixo dos 40ºC. Ou seja, em nada parecido com o interior quente de um veículo fechado e parado sob o sol. E isso se dá pelo fato de que, com o calor, a qualidade do produto é afetada, já que o álcool pode perder sua eficácia devido à temperatura.

Sendo assim, a resposta é não. Leve sempre o álcool gel contigo ao fazer compras, ou ir ao médico. Afinal, ele será muito mais útil higienizando suas mãos do que no interior do veículo.

 Ao abastecer no posto, é seguro pagar com cartão de crédito?

Conforme publicado nas dicas de abastecimento seguro aqui no site do Combustível Legal, a recomendação é sempre utilizar o pagamento por aproximação, feito através do celular. O grande problema está em manusear a máquina de cartão de crédito. Caso não seja bem higienizada, ela pode, sim, estar contaminada por ser um item compartilhado por diferentes pessoas.

Se for inevitável utilizar o cartão, limpe muito bem as mãos com álcool gel 70% logo em seguida, respeitando o tempo de 30 segundos para que o produto possa agir. O mesmo serve para o cartão de crédito, que deve ser higienizado, assim que possível, com um pano umedecido com álcool líquido 70%.

Posso limpar o interior do veículo com álcool gel?

Dê preferência a um pano umedecido com álcool líquido 70% para a limpeza de superfícies e objetos, e isso inclui diferentes partes do interior do carro (confira também alguns cuidados de higiene para quem anda, ou trabalha, de moto). No caso do gel, assim que o álcool evapora, os substratos da fórmula que dão o aspecto gelatinoso ao produto podem ficar impregnados nas superfícies, o que é um convite à proliferação de micro-organismos.

Álcool gel pode trazer riscos à saúde?

Assim como qualquer produto inflamável, o álcool, seja na sua versão líquida, ou em gel, traz riscos se mal utilizado, ou caso fique ao alcance de crianças, ou animais domésticos. No caso do álcool gel, há um agravante: a chama que ele produz é invisível, o que pode causar acidentes ainda piores aos mais desavisados. Sendo assim, é preciso ter bom senso ao utilizar este produto, evitando usá-lo perto de fontes de ignição, como cigarros, fogões, bem como superfícies quentes.

É possível se contaminar compartilhando o carro com outras pessoas?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) prevê diferentes recomendações para evitar o contágio do novo coronavírus, sendo a principal delas ficar em casa. Mas caso tenha que sair para realizar algum serviço essencial e precise pegar um táxi, ou transporte público, algumas recomendações devem ser seguidas. São elas: utilizar máscara, andar sempre de vidros abertos, não ligar o ar-condicionado em hipótese alguma, evitar tocar em superfícies como maçanetas (utilizando sempre álcool gel 70% em seguida), cobrir a boca e nariz ao espirrar ou tossir e ficar em casa se estiver apresentando sintomas. Outro ponto importante a lembrar: evite aglomeração, seja no táxi, ou nos coletivos.

Uso máscara: estou seguro?

O uso de máscara é uma recomendação da OMS e do Ministério da Saúde. Existem diferentes tipos, com níveis distintos de proteção (confira o guia de utilização de máscaras laváveis elaborado pelo Combustível Legal). O principal papel da máscara é fazer com que as gotículas de saliva (que porventura contenham o vírus) não se espalhem pelo ar, agindo como uma espécie de barreira mecânica. Sendo assim, a segurança está em todos utilizarem, uma atitude solidária que serve para a proteção coletiva. Entretanto, é preciso evitar algumas situações, como colocar a mão na parte da frente da máscara, que pode estar contaminada, e após tocar outros objetos, ou superfícies.

Outras dicas importantes

Confira alguns cuidados básicos divulgados pelo Ministério da Saúde para reduzir o risco geral de contrair infecções respiratórias agudas, incluindo, entre elas, as provocadas pelo novo coronavírus.

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes;
  • Ficar em casa quando estiver doente;
  • Cobrir boca e nariz ao tossir, ou espirrar, com um lenço de papel e jogar no lixo; e
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Caso apresente sintomas, como febre, tosse e falta de ar, ligue para o número 136.